como montar um provedor de internet

Como montar um provedor de internet? Veja por onde começar!

A área de Internet Service Provider tem crescido cada vez mais no mercado brasileiro. Se, há alguns anos, eram as grandes empresas de telecomunicações que dominavam o cenário, atualmente os provedores locais estão ganhando maior espaço. 14,1 mil ISP locais têm 31,5% dos clientes da banda larga, superando as porcentagens dos grandes provedores (a Claro Net, por exemplo, com a maior fatia entre as grandes teles, domina 29,2% do mercado).

Isso ocorre pela possibilidade de oferecer um atendimento mais dedicado à satisfação do cliente, um serviço de melhor qualidade e com foco maior nas demandas e desejos dos usuários. Então, se você pensa em investir nessa área, saiba que está entrando em um domínio bastante promissor.

Veja como montar um provedor de internet e obtenha sucesso em seu empreendimento. Boa leitura.

Obtenha a licença para começar a atuar

Toda empresa provedora de internet precisa ser devidamente licenciada pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) para que possa atuar. Para isso, deverá entrar com a licença para atuar como Serviço de Comunicação Multimídia (SCM).

Para que possa dar entrada nesse pedido, o negócio já deverá ser registrado como Pessoa Jurídica. Para os pequenos provedores, o processo para obtenção do registro é facilitado. Por exemplo, aqueles que tenham menos de 5 mil assinantes estão dispensados da autorização, o que torna o processo de regularização mais facilitado.

Analise a região

Como é a demanda por novos provedores de internet em sua região? Realmente há público para isso, o local está saturado ou há brechas nas quais você pode agir? Isso é importante para avaliar a viabilidade do negócio, bem como identificar de que forma atuar.

Por exemplo, uma infraestrutura para atender a uma cidade de médio/grande porte não é a mesma de uma cidade menor. São necessárias mais estações de retransmissão, a infraestrutura é diferenciada, a prospecção no número de potenciais contratantes também é diferente da forma que seria em uma empresa em outra localidade. Por isso, é importante estar atento a essas questões.

Estude sobre o perfil do público

Além de compreender como funciona a região, é fundamental que você também analise o perfil do público a que pretende atender. Por exemplo, pense nas seguintes perguntas:

  • seu provedor de internet será focado para o público residencial ou empresarial?
  • caso seja residencial, são heavy users, gamers, ou fazem uso pontual?
  • eles precisam de conexões estáveis para suas atividades?
  • são pessoas que querem apenas o serviço de internet ou que têm interesse em serviços agregados (televisão fechada, telefone, entre outros)?

Com isso, você consegue gerar um serviço focado no tipo de demanda do seu potencial cliente, garantindo que ele tenha as opções mais próximas a seus desejos e anseios.

Defina os tipos de internet a oferecer

Atualmente, temos diversos tipos de conexão à internet que podem ser implementadas nos negócios, de acordo com a estratégia da empresa e o perfil do cliente. Por exemplo, em regiões fora dos grandes centros urbanos, oferecer conexão a rádio ou satélite para população rural pode ser uma abordagem estratégica interessante.

Algumas das opções, com suas respectivas vantagens e desvantagens, são:

  • ADSL: é uma das mais populares ainda no Brasil, utilizando a infraestrutura das linhas telefônicas para poder atuar. Porém, tem limitações de velocidade e é uma rede assimétrica (a velocidade de download é mais alta do que a de download, o que pode não ser positivo para algumas atividades, como transmissões de vídeo, videochamadas e jogos online);
  • fibra ótica: a conexão é feita por pontos de luz que são transportados por cabos de vidro ou plástico. Tem se tornado uma das principais opções no território brasileiro porque tem capacidade de alcançar maior velocidade com a mesma infraestrutura ao longo do tempo. Porém, o custo de suporte é maior do que o dos cabos de cobre;
  • rádio: a transmissão é feita por ondas de rádio e é a mais popular no Brasil, depois da banda larga. Permite, por exemplo, que conexões cheguem a residências que estejam fora do eixo urbano, como propriedades rurais, pois os cabos não alcançam essas localidades. O problema é que está suscetível a problemas climáticos, que causam interferências e oscilações no sinal;
  • satélite: outro tipo de conexão que permite chegar a regiões mais distantes, as quais o cabeamento não alcança. Também está suscetível a questões climáticas, mas sua velocidade de tempo real ainda é mais reduzida do que a internet via rádio.

Utilize equipamentos adequados e de qualidade

Uma infraestrutura adequada é fundamental para conseguir gerar um serviço de qualidade para seus clientes. Sem isso, os resultados podem ser desastrosos. Pense, por exemplo, em uma conexão de rede via cabo que dependa de terminais de retransmissão para que possam chegar à residência ou empresa do seu cliente.

Se os equipamentos de infraestrutura utilizados não forem de qualidade, continuamente você terá problemas de defeitos e necessidade de manutenção, sejam elas preventivas ou corretivas. Com isso, seu negócio pode interromper as atividades para lidar com essas situações, prejudicando a experiência do cliente. Nada bom, não é mesmo?

Portanto, é fundamental contar com equipamentos de qualidade e que estejam adequados para o tipo de serviço que deseja aplicar em seu negócio. Não adianta, por exemplo, criar um backbone insuficiente, pois isso gerará gargalos para o cliente final. O ideal é que você limite a velocidade ou o número de clientes — ou amplie essa infraestrutura.

Assim, identifique os melhores fornecedores e escolha aqueles que, de fato, possam trazer resultados positivos para seu negócio. Caso contrário, a insatisfação pode levar a quebras de contrato e uma imagem negativa no mercado.

Tenha o suporte de uma empresa especializada

Abrir uma empresa provedora de internet exige investimentos consideráveis e, portanto, é fundamental que você tenha formas de garantir o retorno esperado e o sucesso no mercado. Afinal, há uma série de questões que precisam ser analisadas, como equipamentos, documentação, contratação de colaboradores e aceleração na prospecção de clientes.

Uma empresa especializada em oferecer soluções para o mercado de Internet Service Provider é capaz de analisar suas necessidades e, portanto, aplicar as melhores soluções para criar um negócio consistente e capaz de conquistar a atenção do seu público. Se você quer saber como montar um provedor de internet, conte com uma empresa que tem bons parceiros, capazes de trazer maior consistência e inovação para seu empreendimento.

A Connectoway tem como foco a satisfação do cliente. Temos parceria com a Huwaei, garantindo as melhores soluções para o negócio. Entre em contato e saiba mais sobre nosso serviço, que vai auxiliar você a identificar como montar seu provedor de internet.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente ?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.